//O Que é o Espiritismo? – Parte 1
O-Que-É-O-Espiritismo-Parte-1

O Que é o Espiritismo? – Parte 1

O Que é o Espiritismo?

Olá amigos, com o intuito de auxiliar novos entrantes na doutrina vamos fazer a partir desta semana publicações semanais a respeito de cada um dos pontos basilares para o bom entendimento do Espiritismo. Entre eles temos a origem da Doutrina, os livros principais e seus assuntos, personalidades na história etc.

Espiritismo – A Origem

No século 19, um fenômeno tomava de assalto os salões da sociedade mais abastadas da Europa.

As Mesas Girantes, como ficou conhecido.

Resultado de imagem para Mesas Girantes

Pessoas vinham de todos os cantos para ver um grupo sentar em volta de uma mesa, colocar as mãos em cima e, enquanto mantinham concentração, ver as mesas girarem, saltarem, subirem e descerem no ar. Além de esponderem com pancadas à perguntas feitas pela platéia, que acompanhava num misto de curiosidade e medo.

Uma vez estabelecido o movimento das mesas, não mais havia necessidade de se manter o contato com elas.

Resultado de imagem para Mesas Girantes

Você pode estar se perguntando: “mas o que O Espiritismo tem a ver com essas tais mesas?”.

O Espiritismo é a doutrina codificada a partir dos ensinos dos espíritos recebidos por diversos médiuns ao redor do mundo. Vale ressaltar que esses médiuns não se conheciam nem estavam na mesma região.

Porém, o termo Médium, bem como o nome Espiritismo só viriam muito mais tarde!

Allan Kardec – Aquele Professor Mais Atento

Allan Kardec (pseudônimo de Hippolyte Léon Denizard Rivail  influente educador, autor e tradutor francês, discipulo de Johann Pestalozzi) foi quem codificou a doutrina começou seu trabalho numa dessas reuniões, convidado por seu amigo, Fortier, estudioso das teorias do controverso médico alemão Franz Anton Mesmer.

A partir dessas comunicações mais rudimentares e posteriormente se utilizando de Médiuns, Kardec começa a organizar as comunicações recebidas.

As Comunicações nas mesas girantes se davam por batidas (tipologia). Onde um determinado número de batidas correspondia a sim, ou não, ou a alguma letra do alfabeto.

 

Kardec percebeu estar diante de algo que ia além de divertimento para as pessoas ricas da cidade.

Dando início aos seus estudos, temos ai a primeira faceta do Espiritismo a se formar, A Ciência.

Tendo como ponto de partida o axioma que tudo que tem um efeito inteligente deve, necessariamente, ter uma causa inteligente, Kardec fazia perguntas e recebia respostas.

Respostas tão boas quanto desconcertantes.

Para garantir a credibilidade, a veracidade, entre outras coisas da sua análise do fenômeno, Kardec decide aplicar o método cientifico a esses fenômenos.

Por hoje é só pessoal, semana que vem tem mais sobre o método que Kardec utilizou e como foi a evolução dos fenômenos até se tornar a mediunidade que ouvimos falar atualmente.

Querem ler um pouco mais sobre a história do Espiritismo? Só seguir o link para a página da Federação Espírita Brasileira.

Sobre os fenômenos, atualmente tem circulado um documentário bem interessante a respeito deles, segue o link do youtube.

Spread the love
  • 4
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    4
    Shares